Nosso espaço Laboratório equipado com incubadoras para produção dos peixes e açudes que são abastecidos com a própria água do Rio Amambai, no qual os peixes são soltos (toda água dos reservatórios é renovada a cada dois dias e retorna aos rios). A alimentação é especialmente estabelecida e balanceada por técnicos especializados, que consideram cada espécie e suas fases de desenvolvimento que é observada em todo o seu ciclo. Assim, o programa voltado para o aumento de peixes nos rios Paraná e Amambai com utilização de matrizes nativas da Bacia do Paraná (Pacu e Piauvuçú) possui capacidade anual de soltura de 1.200.000 peixes com índice de sobrevivência altíssimo, garantindo o PH, turbidez, temperatura, materiais orgânicos e demais características da água.

.

A (95)
A (147)
A (102)